Oliveira Salazar - Discurso da reeleição do chefe de Estado

Separadores primários

Título: 
Discurso da reeleição do chefe de Estado
Artista: 
Oliveira Salazar
Ano: 
1942
Discurso da reeleição do chefe de Estado

Discurso da reeleição do chefe de Estado

Proferido por Oliveira Salazar a 7 de Fevereiro de 1942

Comentários

Quase que diria- "sem comentarios"
Mas é impossivel ficar indiferente a este discurso de Oliveira Salazar, um autentico tesouro.
Os meu sinceros parabéns.

M. Loureiro

Não é por ter algo a ver com a actuação "boa ou má" do interveniente, mas porque parabéns, quantos mais e melhor merecem, e apenas se lhes tem dado e continua a dar despreso!..
E ainda houve um membro de anteriores governos, que teve a ousadia de atribuir por esse desperdício de mocidade, uma importançia melhor, complemento na reforma, "e que rico complemento", é mesmo uma das imensas formas de demonstrar gratidão que não tem, por quem e porquê arriscou a vida, e que tantos actualmente ainda sentem na pele, as agruras dessa luta injusta, e que ninguém recompensou.

Estou em perfeita sintonia com o que acavas de dizer, como eu e eutros como eu que tivemos que ir para o Ultramar (eu em Moçambique AB6 NOVA FREIXO- AM 61 VILA CABRAL) e outros para outros lados, a unica coisa que nós tinhamos de pior era não podermos falar livremente, mas em contra partida tinha-mos boa educação, filhos que respeitavam os Pais e restante população e hoje o que temos !!!!! temos uma falta de civismo e de uma educação que até temos vergonha de ser Portugueses, estamos num Pais das bananas e quem sobre é o pequeno, já que quem ganhou com isto foi o Rico e o Politico que têm reformas xurudas é isto a verdadeira DEMOCRACIA anunciada no 25 de ABRIL !!!!
Penso que não ?

Porque se pertencer ao numero dos que "contrariados" foram forçados a embarcar e, "com quantos porquês" para Guiné, Angola e Moçambique, e isto sem referir outros locais distantes, que desconhecendo o que iriam encontrar, tiveram "ou não" a sorte de regressar como, em que estado?!
E que desde então sofrem de várias enfermidades, e por isso é caso para os parabéns? Francamente, e os que a isso conseguiram fugir, ou EMIGRAR, que algúns já pretendem confundir com exilio!, e se todos assim procedessem?...
É certo que actualmente tudo se desenrola de forma diferente, vai para a guerra quem quer, pois o €€€€ é deveras o principal motivo, e não como naqueles anos de 1961 a 1974, fica o comentario, embora não se aplique a mim, devido o ter servido efectivamente mas VOLUNTÁRIO, muito antes que tivesse de ir obrigado, ou á força.

Que TANTO politico não só do passado, mas sobretudo presente, também proferiu e cumpriu ? Apesar de decorrido tempo demais.
Concordo quando é dito, que todo o cidadão é obrigado a defender a Pátria quando esta necessite.
Pois me aconteceu em 1962 a 1966 quando contava 18 anos de idade e me ofereço voluntário para defender em Angola o tal País, "que diziam ser nosso", pelo qual ainda actualmente sofro "como tantos" as consequências/mazelas, e que todos os "des" governantes tem esquecido, e continuam na recusa.
Quando a idade e saúde, já pouco mais permitem além de viver e como ?!
Então não será caso para o país sentir o dever de proceder da mesma forma em direitos? Ou seja, cuidar melhor dos que o defenderam na altura própria mesmo se contrariados, "embora não tivesse sido meu caso".

Porque serviu sem se servir.
Porque não se formou num domingo.
Parabéns

É e sempre será grande, o maior, o grande Português. Volta Salazar, que precisamos de ti agora mais do que nunca.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.