Os Parodiantes de Lisboa

Separadores primários


PARODIANTES DE LISBOA



Imagem humoristica dos 

Parodiantes


Os Parodiantes de Lisboa surgiram em 18 de Março de 1947, graças à determinação, persistência e genialidade de JOSÉ ANDRADE, depois de acabarem as emissões semanais de um jornal humorístico daquela época, intitulado "A Bomba".

Começaram com um programa denominado " Parada da Paródia", que ia para o ar às terças-feiras, às 20 horas, através da Rádio Peninsular, naquele tempo instalada na Rua Voz do Operário.

Com o evento da publicidade, os Parodiantes de Lisboa, começaram a lançar novos programas, ainda nos Emissores Associados de Lisboa. Assim nasceu o programa "Graça com Todos", no Rádio Clube Português. Este programa chegou a ser transmitido, simultaneamente, em Lisboa, Porto, Madeira, Angola, Moçambique e em muitas estações estrangeiras destinadas aos emigrantes.

Outros programas: "Vira o Disco", "Radionovela", "Teatro Trágico", "Entre as dez e as onze" e "PBX". Este último marcou uma nova época dos programas da noite, na Rádio Renascença. Inicialmente realizado por Carlos Cruz e Fialho Gouveia e com a colaboração de vários profissionais ainda hoje prestigiados na rádio e televisão.

Inspirados no "PBX", Carlos Cruz e Fialho Gouveia, juntamente com Raúl Solnado, produziram um dos mais célebres programas de televisão - o "ZIP - ZIP".

Figuras lançadas e muito populares:
- JACK TAXAS E O SEU CAVALO CARA LINDA
- MANAS CATATUA
- COMPADRE ALENTEJANO
- MENINO ARNESTINHO
- PATILHAS E VENTOINHA
- DELICADINHO DA SILVA
- O AMIGO FRESQUINHO


Outra imagem humoristica


Em 1 de Setembro de 1997, após Rui Andrade ter decidido encerrar a actividade dos Parodiantes de Lisboa, surgiram "Os Novos Parodiantes" em 18 de Março do mesmo ano, contra a vontade do seu irmão - José Andrade!

Após várias tentativas frustradas de reestruturação da equipa, nomeadamente a constituição de uma cooperativa que desse continuidade ao projecto, tal só foi possível porque Vítor Figueira - um dos elementos dos Parodiantes de Lisboa - apresentou um plano de viabilidade, aceite por todos.

Foi assim constituida, por Vítor Figueira, a Parada da Paródia - Produções e Publicidade, Lda. Esta nova entidade funciona nas mesmas instalações dos Parodiantes de Lisboa.

Os Novos Parodiantes pretendem ser um projecto dinâmico e criativo, formando novos valores e recuperando toda a equipa histórica dos Parodiantes de Lisboa. Na actividade dos Novos Parodiantes destacam-se as acções de carácter social, nomeadamente as que foram promovidas nos Restaurantes O Canas, Tertúlia do Tejo e O Porcão, que contaram com a participação de destacadas figuras ligadas a actividades socio-culturais.

Em destaque, também, os concursos promovidos nas emissões radiofónicas, para autores de textos humorísticos e para a eleição das figuras públicas "mais bem dispostas". Esta última iniciativa contou com milhares de participantes que elegeram Herman José, Luís Aleluia e Júlio Isidro, como os mais bem dispostos.

Não perca nos "Sons da História" alguns episódios do "Graça com todos"



Cortesia dos Parodiantes de Lisboa
url http://www.parodiantes.com

Comentários

Parabéns aos parodiantes que continuam a ser o melhor programa de humor radiofónico, metendo todos os outros no "bolso"!


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.