Selo comemorativo dos 150 anos de Landel de Moura

Separadores primários



Como nasceu o selo pelo sesquicentenário do PADRE LANDELL DE MOURA (*)


Selo comemorativo dos 150 anos


A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), através do seu Departamento de Filatelia e Produtos (DEFIP), emitiu um selo comemorativo pelos 150 anos do nascimento de ROBERTO LANDELL DE MOURA, pioneiro das telecomunicações no Brasil.

O lançamento a 21 de janeiro de 2011 nas cidades de Porto Alegre (RS), Campinas (SP) e Brasília (DF).

A escolha dos motivos dos selos para 2011 aconteceu durante a 108ª Reunião da Comissão Filatélica Nacional (CFN), realizada em 6 de julho, em Brasília, e foi homologada em 25 de agosto pelo Ministério das Comunicações. O processo, que culminou na eleição do tema LANDELL DE MOURA como uma das emissões de selos para este ano, foi longo e contou com uma estratégia operacional que começou a ser orquestrada pelo associado da SPP, Fábio Serra Flosi.

Qualquer cidadão pode indicar motivos para lançamentos de selos postais. Durante um período de 12 meses as sugestões foram enviadas pela Internet através do site dos Correios . Essas sugestões passaram pelo crivo do DEFIP que verificou se estavam de acordo com a normativa vigente. Só depois disso é que as propostas foram apresentadas à CFN. Na reunião deste ano, os 17 membros da CFN selecionaram os motivos em um total de 306 sugeridos.

O secretário da Associação Brasileira de Comerciantes Filatélicos (ABCF), Júlio César Rodrigues Castro, foi um dos que fizeram a defesa do tema LANDELL DE MOURA. A CFN é composta também por dois membros da ECT e por representantes da Federação Brasileira de Filatelia (FEBRAF), da Associação Brasileira de Jornalistas Filatélicos (ABRAJOF), dos vários Ministérios, da Casa da Moeda do Brasil (CMB), da UNESCO e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Ao longo da história da filatelia no Brasil dois selos postais foram emitidos em homenagem ao cientista italiano Guglielmo Marconi, pioneiro da telegrafia sem fio: o primeiro ocorreu em 25/4/1974, para comemorar o centenário de seu nascimento (RHM C-839); o segundo em 5/5/1995, para comemorar o centenário da primeira transmissão de telégrafo sem fio (RHM C-1941).

Agora será a vez do brasileiro LANDELL DE MOURA, o primeiro a efetuar uma transmissão original de rádio, ou seja, a enviar uma mensagem de voz humana à distância sem o auxílio de fios, no final do século XIX.

Consciente do pioneirismo de LANDELL na radiodifusão, o associado Fábio Flosi preparou um dossiê para que a causa do padre-cientista pudesse ser bem sustentada. Em outubro de 2009, durante o 5º Encontro Internacional de Comerciantes Filatélicos da ABCF, no hotel Braston, em São Paulo, Flosi apresentou o seu plano e ouviu sugestões do pesquisador da história das telecomunicações, Carlos Alberto Fazano , e do jornalista e biógrafo de LANDELL, Hamilton Almeida. O então presidente da ABCF, Leão Marek, bem como o presidente da ABRAJOF e Vice-Presidente da SPP, Sérgio Marques da Silva, aderiram à causa; este último também defendeu o tema na 108ª reunião da CFN. Júlio S.S. Bueno, outro associado da Sociedade Philatelica Paulista (SPP), colaborou com inúmeras sugestões em termos de relacionamento com os Correios.

Na documentação reunida para o dossiê, Flosi incluiu resumo da vida e obra de LANDELL, bibliografia, fotos e sugestões de imagens que poderiam aparecer no selo, elaboradas por Luiz da Silva Netto, criador do Grupo Yahoo Landell de Moura.

Marco Aurélio Cardoso Moura, pesquisador de Porto Alegre (RS), colaborou com uma foto da réplica por ele montada do transmissor de ondas inventado pelo padre gaúcho. Esse dossiê foi entregue nas mãos de Dona Lurdinha, chefe do DEFIP, em março de 2010, durante a cerimônia de inauguração da exposição nacional Sul das Gerais realizada em Poços de Caldas, MG.

Paralelamente, Fábio Flosi redigiu um artigo intitulado “Telecomunicações e Landell de Moura” para a revista COFI (Correio Filatélico), editada pelo DEFIP, e arquitetou a elaboração de cartas propondo a emissão de selo comemorativo ao sesquicentenário do nascimento do padre gaúcho. Tais cartas, assinadas por Hamilton Almeida, Luiz Netto (membro do MLM ), Eduardo Ribeiro (de Jornalistas&Cia) e professor Gervásio Rodrigues Neves do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRGS), foram enviadas à chefe do DEFIP, Maria de Lourdes Fonseca, que também votou na 108ª reunião da CFN. Com a emissão do selo comemorativo dos 150 anos de nascimento do padre LANDELL DE MOURA, os Correios resgatam a imagem de um pioneiro brasileiro na área das telecomunicações. Pode ser um passo importante para o reconhecimento oficial e definitivo da obra de um dos mais talentosos, e ainda relativamente pouco conhecido, cientistas da história do Brasil. Mais detalhes sobre o selo, bem como sobre a vida e a obra do padre LANDELL DE MOURA, podem ser obtidos no Edital 3 - 2011.



Fotos e demais informação sobre Landel em aminharadio.com



Fotos em alta resolução


(*) Texto adaptado do original produzido por Hamilton Almeida (hamilton_xxi@yahoo.com), jornalista, pesquisador e biógrafo do padre / cientista Roberto Landell de Moura.

AnexoTamanho
PDF icon Edital_Landell_Moura.pdf974.92 KB

Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.