100 anos sobre o naufrágio do Titanic

Separadores primários

Foto ilustrativa

Sem sombra de dúvida que o Titanic foi o mais mítico barco que a história recente já conheceu.

A sua opulência, grandeza, riqueza, tecnologia, fizeram dele, há época, o maior e mais respeitado navio do mundo, provocando em muitos o sonho de uma viagem.

Mas, na realidade, o que o tornou mítico e o perpetuou por mais de um século, foi a sua efémera existência.

O indestrutível navio não conseguiu resistir a uma colisão com um Iceberg, quatro dias após o início da sua viagem inaugural.

Assim, a 15 de abril de 1912, em algumas horas, afunda-se, levando para o fundo cerca de 1522 vidas.

A memória deste acontecimento foi reavivada em 1989, pelo realizador James Cameron, quando, ao efetuar as filmagens submarinas de The Abyss, estudou um documentário sobre a descoberta dos restos do Titanic. Fascinado com o documentário, escreveu uma sinopse para um filme sobre o Titanic.

Este filme estrearia quase dez anos depois, tornando-se, rapidamente, num filme de culto, relatando uma arrebatadora história de amor entre uma passageira, a aristocrática Rose e um jovem e pobre pintor, Jack.

Pela grandeza da tragédia, pelo número de mortos, pelo filme e pela história de amor imaginária, mas que podia muito bem ter acontecido, o Titanic continua a ser objeto de culto, admiração, magia e fonte de inspiração para muitas mentes criativas.

E é exatamente aqui que queremos chegar. No próximo dia 15 de abril passam 100 anos sobre o naufrágio. O site Aminharadio.com tem, já há bastante tempo, uma área dedicada ao Titanic. Embora pareça estranho falar-se de um barco num site sobre a história da rádio, o certo é que, não só este navio levava a bordo o que de melhor e mais moderno existia num tempo em que a TSF dava os primeiros passos, como foi graças a esta que foram salvas centenas de pessoas. O naufrágio e a forma como tinham sido organizadas as comunicações durante o tempo em que o Titanic se manteve à superfície, foram de extrema importância para criar legislação sobre a implementação de postos de TSF e a forma como estes deveriam ser operados.

Embora o objetivo inicial da criação desta área fosse esta ligação à história da rádio, na verdade tornou-se na área mais visitada e comentada, levando o site e este tema para os primeiros resultados no Google sobre o Titanic.

Para assinalar os 100 anos, resolvemos criar um pequeno evento. Queremos que os nossos leitores/visitantes criem uma história passada no Titanic. Pode ser uma história de amor, uma narração imaginária do trágico acontecimento, etc.

A melhor ou melhores histórias serão publicadas no site.

Em breve divulgaremos os dados para envio. Quanto a prémios, e como somos pobres, ainda iremos pensar em alguma coisa. Mas, supomos, que valerá a participação e o desafio à vossa imaginação.

Aguardem mais notícias!


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.