A rádio contada em imagens (XIV)

Separadores primários

Cantora que mostra a fotografia da primeira atuação

Outra imagem retirada de Rádio Nacional, esta de 4 de setembro de 1947. A cantora mostra ao admirador a fotografia da primeira atuação. Nesse ano, a Emissora Nacional criaria o Centro de Preparação de Artistas da Rádio, que moldou o panorama da música ligeira até finais da década de 1960. Madalena Iglésias, Simone de Oliveira e Artur Garcia foram revelados pelo centro e tornados artistas da rádio. Outra artista conhecida à época da vinheta aqui mostrada foi Júlia Barroso, vencedora do primeiro concurso da rainha da rádio (1951), promovido pela revista Flama. Após o casamento, ela afastou-se da vida artística, a ilustrar uma época em que a carreira ficava muito condicionada pelas etapas da vida pessoal. Era ainda um tempo em que os media não davam o destaque aos artistas como hoje – ainda não haviam a televisão e internet.

Uma das oportunidades para divulgar os artistas pelo país foi a da itinerância. No mesmo ano de 1951, Francisco Igrejas Caeiro aceitou o convite para organizar espetáculos musicais nas cidades e vilas onde terminavam as etapas da volta a Portugal em bicicleta, ao longo das três semanas da competição. Foi a criação do programa Companheiros da Alegria. Um autocarro transportava os artistas e músicos de concelho em concelho e, no dia seguinte ou dias seguintes ao espetáculo, Rádio Clube Português fazia a sua transmissão. A publicidade era o suporte financeiro do programa. Ao começo da primeira e da segunda parte, os anúncios eram cantados pelos artistas de cada espetáculo.