100 anos de radiodifusão - 1950-1960: Esforços do rádio

Separadores primários

1950-1960: Esforços do rádio

1. Rádio com imagem:
Todas as grandes estrelas, programas, produtores, publicitários que fizeram os “anos de ouro” da rádio nas décadas de 30 e 40, desertaram para a televisão.
A rádio perde a sua identidade, transforma-se numa máquina de reproduzir música.

2. Os super filmes:
A grande novidade que é a televisão torna-se numa forte concorrente do cinema.
Em resposta a esta concorrência que leva as pessoas a ficarem em casa, a verem maus espectáculos sem argumento, o cinema aposta em grandes realizações e técnicas, como o cinemascope, 3D, estereofonia, etc.

3. Emerge o Rock and Roll:
Em meados dos anos 50, os artistas de variedades brancos começam a imitar os cantores negros dos anos 40. Nomes como Elvis Presley e outros, começam a ser ouvidos e a vender muitos discos em cidades grandes, como New York e Cleveland.
Nas rádios locais os “disc jockeys” vendem discos e começam a espelhar e a influenciar a cultura emergente da juventude.

1. O rádio está salvo:
Em fins dos anos 50 os artistas do Rock and Rol, que a rádio ajudou a criar, estão na televisão. O rádio está salvo pelo meio que quase o matava prematuramente.

5. Formatar a rádio:
Em meados dos anos 50, Gordon MacClendon, sentado num restaurante, reparou que os jovens ouviam repetidamente as mesmas músicas nas "jukebox". Pensou então, porque não fazer algo semelhante na rádio: criar pequenas listas com as músicas mais ouvidas e passá-las repetidamente. Estava formatada a rádio.

6. Evolução das redes de rádio:
Com a televisão a tomar conta de todo o entretenimento e a rádio baseada nas "playlists", pouco resta às redes de rádio, do que a difusão de notícias.

7. Spots na rádio:
No fim da década o total controlo da programação pelos publicitários permite que estes comprem 30 ou 60 segundos de publicidade dentro de um programa, em vez de comprarem todo o tempo deste. Cada programa pode ter mais do que um anunciante, diminuindo assim os custos da publicidade e aumentando os lucros das emissoras.
No entanto, uma boa razão para esta nova forma de controlo da rádio pelos publicitários é o medo de que esta seja tomada por artistas, músicos e escritores comunistas tidos na "lista negra" e que, alegadamente, pretendem derrubar o governo.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.