Passam, hoje, 100 anos

Separadores primários

Hoje, dia 24 de Dezembro passam 100 anos sobre a primeira emissão de radiodifusão, realizada por A. Fessenden.

Nessa noite, tocou o seu violino e leu alguns versículos da Bíblia para algumas pessoas que o escutavam à distância.

Já em 1900, Fessenden realizou uma transmissão de telefonia sem fios, seis meses depois do padre brasileiro Landell de Moura.

O site aminharadio.com está a publicar a cronologia dos principais eventos da história da rádio, durante estes 100 anos de vida.

Além disso, também é possível saber mais sobre as experiências de Fessenden bem como conhecer a biografia e experiências de Landell de Moura.

Para todos nós, que temos paixão pela rádio, esta data é deveras importante.
Sem a rádio que faríamos nós?!

Comentários

artur fernandes...
Pode muito mais ser falado, ainda muito mais sem alguma vez ser escrito, sem falar no que se tem dito com quanta verdade, por quem "com autoridade" conhecedor, porque não só viveu mas, sobretudo sentiu os prazeres e desgostos,“ou talvez melhor seja dito, "desilusões" da radio, essa coisa que maravilhosamente mágica, que pode e tem alterado mentalidades até nações, fazendo com que as distâncias não existam, ou pelo menos sejam encurtadas, até se podem e fazem guerras, e seus autores apreciar os resultados á distância.
Tudo se devendo á RADIO mas com que pena e lamentável é, ser utilizada para objectivos tremendamente negativos para o mundo, para a humanidade, embora, parece nem ser para todos, e isso porque para ela não existem fronteiras.
Neste reduzido texto, poderia tanto mais acrescentar, e dou graças ás amigas palavras duma pessoa, que embora não tenha o prazer de conhecer pessoalmente muito me incentivou, seu nome ANTONIO SLVA a quem endereço os agradeçimentos, e votos de longa vida saudável.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.