Não é história.

Separadores primários

Porque o assunto a relatar tem a ver com as RADIOS LOCAIS, devido ás quais me vi forçado a ausentar do País, por variadíssimos factores, que contarei ao longo de dias e dias "se me for permitido" pelos responsáveis a quem desde já agradeço.
Por hoje, e apenas como intróito pretendo abrir um pouco o véu.
Até á legalização dessas, tudo decorre bem, a não ser de quando em vez surgirem os que da Rádio apenas pretendiam elevar-se, julgando-se em "certos casos" alguém, o que de imediato eu reparava e não permitia, "no caso de efectivamente não reconhecer as capacidades essenciais mínimas, para o desempenho da missão", tal como outras tantas situações, oportunismo, exploração, faltas injustificadas, interrupções sem porquês na programação, avarias sem controle, ou tão-pouco comunicadas, ou simplesmente mencionadas no boletim de ocorrências, a tempo e horas, uma vez que todos tinham conhecimento de, eu estar sempre disponível para resolver o que era solucionável, sempre dentro dos limites, mas isto sucede decorridos uns quantos meses, porque essa “Rádio que nem refiro”, começa a efectuar emissões já em 1982, e seria em 1984 que tais exigências eu pretendia fossem ponto de honra.>>> Por hoje fico por aqui prometo voltar.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.