Continuação N.é Hist:

Separadores primários

Pag:10
2 desses meus então colaboradores já antigos a bordo, proporcionaram-me as melhores condições e confiança, para a minha adaptação, foi-lhes isso dito á minha frente, e tiveram conhecimento que passaria eu a ter responsabilidade dos variados equipamentos tais como, elevadores, escadas rolantes, central telefónica, Radios de comunicações e "bem recordo até de um DRAKE em separado do Receptor, quando procedi á substituição das duas valvulas de saída, tal como da 807", além de televisores, vídeos, máquinas de jogos do casino, copiadoras, retroprojectores de cinema, amplificadores de som, das discotecas, e rede geral, fogões, das cozinhas e fornos, as manobras, do barco, sei lá quantos motores eléctricos, pelo menos mais de 5000, e que diariamente muitos se tinham que bobinar, o que era serviço quase continuo, mas eram defacto as manobras que eu mais gostava, talvez devido não só ao ar puro que podia respirar mas… sempre que se realizavam durante o dia, porque tantas se faziam de noite, e porquê desse meu prazer?...
Era a melhor ocasião de puder apreciar tudo que a vista alcançava, “já que sair fora, era bastante complicado e difícil para mim devido á enorme responsabilidade dentro do barco, e ao meu passado em Portugal devido às Rádio locais que tanto amei, e pelas quais estava ali, e ainda bem “digo-o hoje”, que tudo passou ”embora tão mal” mas que devido ao imenso trabalho”, tanto como compensador, uma vez que eram algumas horas “por vezes” que demorava a manobra, pois enquanto o barco não estivesse completamente a navegar em mar, o pessoal não podia abandonar o posto, e que da proa quando em vez se apreciava, o que nunca doutra forma se poderia...
Tenho realmente boas recordações, dei a volta várias vezes ao mundo, conheci imensas culturas, gentes, que diferentes me pareciam, mas que afinal eram iguais, algumas bem melhores do que nós somos uns, para outros sobretudo, recordo até uma ocasião que na Nova Zelândia em Wellington, me sucedeu algo quando em passeio que contarei da próxima...

Comentários

Porque compreendo a minha "que não é história", já poderá estar sendo achada longa demais, da mesma forma compreendo ninguém ter a obrigação de me aturar, de me ouvir e menos ler, prometo ser muito breve, pois apenas colocarei mais 3 páginas, e que procurei encurtar, reduzindo em muito a minha "história sem ser", no interior daquele "para mim" saudoso BARCO, devido ao citado, que não pretendo manipular "AMINHARADIO" a quem desde já muito grato fico pela oportunidade, que me foi proporcionada, podendo desta maneira recordar algo do que tanto me fez sofrer, e que os primeiros dias a bordo, com o pensamento super carregado de tudo que fui obrigado a deixar para trás, e que a justiça ainda actualmente é a mesma, para nem acrescentar mais de mais.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.