Endereços de clubes de radioescuta

Separadores primários


CLUBES PARA RÁDIO ESCUTAS



Enquanto os Programas para Radio Escutas eram um manancial de informação grátis, os Clubes existiam e existem para que os interessados troquem informações uns com os outros. Geralmente, os Clubes de Ondas Curtas publicam um boletim mensal e recebem uma quota anual dos seus associados.

Na África do Sul existe o “South African DX Club”, em Hillbrow. Outros países africanos, como a Costa do Marfim (“DX-Ivoire”), a Nigéria (“Africa DX Association”), o Uganda (“Clube Internacional DX da África Oriental”), Tunísia (“Clube dos Ouvintes e da Amizade”) e Togo (“Clube Inter Amizade Rádio” e “Grupo Endoc”) têm também os seus Clubes de RadioEscutas.

Os interesses dos associados variam muito e, por isso, os Clubes DX podem ser de vária ordem:
- Há os que apenas querem saber das Ondas Curtas e não escutam mais nada;
- Outros interessam-se principalmente pela Onda Média;
- Outros ainda são especialistas na Onda Longa;
- Há os que escutam FM e tentam ver Televisão de países distantes;
- Há os que apenas escutam as frequências fora das bandas de rádio difusão;
- Outros só estão interessados em escutar estações de uma região ou continente, como é o caso de África ou da América Latina, que apresentam enormes desafios e um interesse sem fim;
- Outros ainda se especializam em estações piratas, sem licença para emitir;
- Outros em estações clandestinas de programação política;
- Há os que apenas admitem rádio escutas experimentados como sócios;
- Outros, pelo contrário, destinam-se aos principiantes;
- E uma série de outros interesses...

Mas estes Clubes existem por todo o Mundo, quer seja na Lituânia, no Bangladesh, na Nova Zelândia ou no Uruguai. O país com maior número de Clubes DX importantes e activos deve ser os Estados Unidos (mais de 20), seguido da Itália com 15 e da Alemanha com 13. O Japão, o Canadá, a Índia e a França têm seis, o Brasil tem cinco, a Austrália e o Reino Unido têm quatro. A Argentina, o México e a Espanha têm três.

Como tudo o resto em Onda Curta, estes números são variáveis, meramente informativos, porque podem desaparecer uns e aparecer outros.

Por exemplo, o Danish Short Wave Club International, da Dinamarca, no ano 2000 tinha 341 associados em 42 países. No ano seguinte, o Clube tinha perdido 96 membros, ficando reduzido a 245 rádio escutas em 36 países. Mesmo assim, é ainda o mais representado mundialmente. Os países onde este Clube conta com mais associados são a Alemanha (53), o Reino Unido (30), a própria Dinamarca (29) e a Itália (24). Em Portugal tem 3 e na África do Sul tem 1. Esta perda de associados regista-se em praticamente todos os Clubes DX da Europa Ocidental, porque se encontram gratuitamente na Internet todas as informações de que o radioescuta precisa e sem ter de pagar uma quota. Claro que a escuta das Ondas Curtas nunca foi uma actividade solitária e, por isso, um genuíno radioescuta pertence sempre a um clube ou associação DX. Este Clube Internacional Dinamarquês de Onda Curta publica, mensalmente, em Inglês, o boletim “Notícias da Onda Curta”.

Um país muito activo na escuta das Ondas Curtas é o Brasil. Os Clubes DX mais conhecidos são:
- Clube Dxista da Amazónia, em Belém do Pará;
- Globo DX, de São Paulo;
- DX Clube do Brasil, em São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo;
- Juventude DX Clube, em Santa Catarina;
- Viamão DX Clube, no Rio Grande do Sul.

Além destes Clubes, que reúnem um número significativo de membros associados, existem outros de menor dimensão ou de existência precária, que não publicam um boletim regularmente. Foi o caso do “GREP” (Grupo RadioEscuta de Portugal), com sede na Amadora, perto de Lisboa e que desapareceu por volta de 1989. Existem também Clubes de Ouvintes de determinada emissora, que se reúnem para escutar e comentar programas dessa estação de rádio. Acontecia com a “Voz da Alemanha”, que tinha clubes de ouvintes em Portugal e no Brasil, quando transmitia em Português para esses países em Onda Curta.

Os Clubes DX da Europa estão inscritos no chamado “Conselho Europeu DX”, com sede na Inglaterra e que organiza uma Conferência Anual. No ano 2001, a Conferência tem lugar em Budapeste, na Hungria, de 24 a 27 de Agosto.

Os Clubes DX americanos estão reunidos na ANARC (Associação dos Clubes de Rádio da América do Norte).


Comentários

Gostaria, se possível, de saber quem escreveu este artigo.

73's

Olá. O artigo tem 4 anos, na altura foi emviado por um colega radioamador, mas, a esta distância, não é possível saber ao certo o seu autor.
Nem sequer é possível saber se resulta de um artigo único ou se foi compilado a partir de vários textos.
De qualquer forma, se houver um legítimo autor, os créditos serão dados.


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.