A Rádio em Portugal: um pouco de história e perspectivas de evolução

Separadores primários


A Rádio em Portugal: um pouco de história e perspectivas de evolução



Paula Cordeiro
Universidade do Algarve

Resumo da investigação desenvolvida para uma dissertação de mestrado Ciências da Comunicação – variante Comunicação, Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias (A Rádio em Portugal -Consensos, Dialogismos e Interactividade: da palavra analógica ao ouvido digital) defendida em 2003 na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Resumo: Este artigo revela alguns elementos da história e da evolução da rádio em Portugal ao longo dos últimos cinquenta anos, apresentando sucintamente a fase da produção de consensos e dialogismos; a fase da rádio de programas na década de oitenta com as rádios piratas; a fase de formatação da programação e o caminho da especialização, bem como a expansão que a rádio tem actualmente para a Internet.

A rádio é um meio de comunicação extraordinariamente rico, com uma narrativa singular e para muitos, fascinante. A compreensão da Rádio não pode dissociar-se do país e da sua História, no contexto do desenvolvimento económico, cultural e social, numa observação que se deve desenvolver a partir das estruturas que desenham a operacionalidade deste meio.

Para melhor conhecermos a rádio, devemos procurar decifrar os trilhos do paradigma comunicacional moderno, no que toca à problemática das mudanças operadas pela tecnologia. O desafio das novas tecnologias tem sido um factor de renovação para a rádio que, ao longo dos últimos anos, se tem vindo a reinventar, quer ao nível da produção, dos conteúdos e das formas de recepção das emissões.

A sumária análise que se apresenta em seguida resulta de uma investigação desenvolvida para uma dissertação de mestrado defendida em 2003, apresentando uma análise eminentemente teórica sobre as implicações dos novos media e o desenvolvimento tecnológico da rádio, dentro de um panorama de (re)configuração do universo comunicacional que é operado pelas novas tecnologias da informação.

A rádio é um meio que tem assumidamente uma relação privilegiada com o público, não só pela estrutura da comunicação como por se assumir como um meio de comunicação bidireccional, que potencia a participação dos receptores na comunicação.

Atravessamos numa fase de transição, um momento particular na rádio portuguesa, caracterizado essencialmente pela mudança, ou pela existência de elementos que propiciam essa mudança.



Este artigo foi gentilmente cedido pela autora, a quem agradecemos a disponibilidade e simpatia.
AnexoTamanho
PDF icon Download do ficheiro em PDF46.74 KB

Comentários

Bom dia

Acabo de ler este artigo de Paula Cordeiro e, dado que estou muito interessada na história da Rádio portuguesa, especialmente no que diz respeito ao período do Estado Novo, gostaria de saber se seria possível disponibilizar a biliografia que a autora usou para este artigo.
Gostaria também de saber se este artigo foi publicado em algum lado - e os respectivos dados para a identificação da publicação.

Desde já agradeço.

com os melhores cumprimentos

Ana Santos

Cara Ana, este artigo constituiu uma dissertação de mestrado da Paula Cordeiro.
De facto não se refere nenhuma bibliografia e desconhecemos se foi publicado para além do que resultou da dissertação.
Na área de bibliografia deste site pode encontrar algumas referências bibliográficas a obras de referência sobre rádio, nomeadamente no que diz respeito ao período pretendido.

Se fizer muita questão, poderemos endereçar este seu pedido à autora.

Cordialmente,

António Silva

Boa tarde,

estou a realizar um trabalho de investigação sobre a rádio em Portugal e gostaria de citar uma parte do artigo.
No entanto, e para poder fazê-lo correctamente, gostaria de saber a data da publicação.
Notei que a data deste post foi em 2008, mas gostaria de ter certeza do ano de publicação do artigo.
Atenciosamente,

Ana Duarte

Cara Ana, deverá referenciar o artigo, não o post. Sugiro que se registe, faça o download do ficheiro em pdf e faça a referência a partir daí.

Cordialmente,

António Silva


Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.