Primeira abordagem

Separadores primários


A PRIMEIRA ABORDAGEM


Nota importante: Ao manusear o chassis de um rádio com este ligado existe perigo de choque eléctrico cujas consequências podem ser graves. Nele podem ser encontradas tensões superiores a 300Volts!

Em muitos casos o chassis não está isolado da rede sendo um pólo do sector ligado nele. A utilização de um transformador isolador é fortemente recomendada.

Nunca ligue o receptor a uma tomada de terra nem mesmo que este tenha um terminal disponível para isso. Em regra o condensador que faz o "bypass" para o chassis está com fuga provocando um curto-circuito.

Nunca trabalhe em bancada metálica e tenha a instalação eléctrica desta protegida com disjuntor diferencial de alta sensibilidade.


A primeira vez:


É importante que resista ao primeiro impulso de ligar o aparelho que tem em mãos. Lembre-se que podem já ter passado muitos anos desde a última vez que ele foi ligado bem como desconhece o que aconteceu ao chassis durante todo esse tempo.

Assim torna-se fundamental proceder a uma ligeira inspecção do mesmo para avaliar visualmente o seu estado.


Como avaliar:


Imagem de rádio em más condições


Uma avaliação preliminar do rádio: estado geral da caixa, estado do pano que reveste o altifalante, botões, escala, etc, ajudará a perceber a dificuldade de todo o trabalho de recuperação. A ausência de botões ou o dial partido significam trabalho extra e, por vezes, nada fácil de resolver.

Verifique a presença de etiquetas ou selos na caixa e, mais comum, na tampa do aparelho. Essas etiquetas podem ser muito úteis para identificar o modelo ou a data de fabrico. Dentro da caixa e no chassis também pode encontrar etiquetas com as referências das válvulas, valor da frequência intermédia, fabricante original, etc.

Durante o trabalho de reparação e restauro deve preservar essas etiquetas uma vez que contêm quase sempre dados interessantes para a avaliação do aparelho.


O mesmo rádio visto sem tampa


Retire a tampa e inspeccione o chassis. Esta observação é crucial para a avaliação do aparelho; este pode estar bem conservado e ter um bom aspecto geral, mas se lhe faltarem peças como válvulas, transformadores, altifalante, etc, a sua recuperação ficará muito mais difícil.

Um dos segredos para uma recuperação eficaz é não ter pressa em terminar o trabalho. Pode ser necessário arranjar uma válvula que falta, pode até ter que descobrir primeiro que válvula é, pode ter de procurar um altifalante ou recuperar uma FI, isto levará tempo e trabalho de pesquisa, mas no fim certamente que terá valido a pena.

Ao observar o chassis deverá ter em conta a presença de ferrugem, humidade, ausência de válvulas ou quaisquer outros componentes, estado físico dos condensadores, revestimento dos fios, etc. Também deve ter atenção às válvulas que podem estar partidas. Uma coloração esbranquiçada dentro da ampola de vidro, próxima do topo, quer, em regra, dizer que a válvula tem o vidro estalado e deixou de haver vácuo lá dentro. Note que muitas válvulas têm umas manchas escuras ou espelhadas ao longo do vidro. Isso não significa que estejam danificadas, essas manchas resultam de um gás que é colocado, durante o fabrico, dentro delas para criar alto vácuo.

Se tudo estiver aparentemente bem ligue o aparelho mas não directamente à corrente. Use a "lâmpada série" porque a avaliação visual não permite verificar as características eléctricas dos vários componentes e é impossível descobrir visualmente um condensador em curto-circuito ou um transformador avariado.

Avalie o brilho da lâmpada conforme já foi explicado no tópico "Lâmpada série" e apure os seus sentidos! Verifique se há fumo ou cheiro a queimado. Se o brilho da lâmpada aumentar demais ou for muito intenso na altura de ligar o aparelho é sinal de que há alguma sobrecarga.

Tente sintonizar alguma estação. Um ligeiro ronco no altifalante bem como ruído ao mudar o selector de banda ou o controlo de volume podem ser bons sinais.

Não se esqueça que geralmente estes receptores necessitam de antena para funcionar. Coloque um fio ou a ponta de prova do multímetro na respectiva entrada.

Agora a sorte ditará uma de três situações: o aparelho funciona perfeitamente, não funciona de todo ou funciona mal. Escolha o tópico e vá em frente!

Repare que a avaliação do funcionamento deve levar em atenção a idade e a qualidade do rádio e talvez seja preferível ter um pouco mais de distorção ou ruído de alterna a efectuar uma reparação com a substituição de algum componente por outro mais recente ou diferente.

Deixe o aparelho a funcionar por alguns minutos e depois ligue-o directamente à corrente.

Verificará uma melhoria do desempenho mas apure o ouvido. Há a possibilidade de algum condensador começar a "ferver", isto era muito comum nos rádios PHILIPS em que eram usados condensadores revestidos de alcatrão que, tendo alguma fuga, aqueciam provocando o derretimento do seu revestimento. Estes condensadores eram colocados no desacoplamento dos filamentos ou na entrada da rede. Se algum deles entrar em curto-circuito fundirá uma válvula.

Se tudo continuar bem seguir-se-á a limpeza do chassis, limpeza de contactos e suportes das válvulas bem como o possível restauro da caixa, botões, dial, etc.



Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.