Parodiantes de Lisboa

Separadores primários


OS PARODIANTES DE LISBOA



Durante décadas os "Parodiantes de Lisboa" fizeram sorrir os portugueses. O seu humor fino e mordaz criticou a sociedade, os usos e o regime.

BÁUBAU E A FLAUSINA", "JACK TAXAS E O SEU CAVALO CARA LINDA", "MANAS CATATUA", "COMPADRE ALENTEJANO", "MENINO ARNESTINHO", "PATILHAS E VENTOINHA", eram muito mais do que simples figuras ti picas de uma dada região ou de características especiais. Simbolizavam a voz de todos os que sentiam na pele as injustiças da sociedade e as crueldades de um regime.

Mesmo depois do 25 de Abril a voz dos "Parodiantes" continuou a ser de grande importância, funcionando como alerta para os excessos que uma liberdade incontrolada provocava.

Os Parodiantes de Lisboa surgiram em 18 de Março de 1947, graças à determinação, persistência e genialidade de JOSÉ ANDRADE, depois de acabarem as emissões semanais de um jornal humorístico daquela época, intitulado "A Bomba".

Começaram com um programa denominado " Parada da Paródia", que ia para o ar às terças-feiras, às 20 horas, através da Rádio Peninsular, naquele tempo instalada na Rua Voz do Operário.

Com o evento da publicidade, os Parodiantes de Lisboa, começaram a lançar novos programas, ainda nos Emissores Associados de Lisboa. Assim nasceu o programa "Graça com Todos", no Rádio Clube Português. Este programa chegou a ser transmitido, simultaneamente, em Lisboa, Porto, Madeira, Angola, Moçambique e em muitas estações estrangeiras destinadas aos emigrantes.


Genérico do programa "Graça com todos"

ouvir

Um episódio do policial "Rádio Crime"  

 

ouvir

Pequeno extracto do "Graça com todos" 

 

ouvir

Outro extracto desse mítico programa  

 

ouvir

Fecho do "Graça com todos" 

 

ouvir



Leia a HISTÓRIA DOS PARODIANTES DE LISBOA

Agradecimentos aos "Novos Parodiantes" pela disponibilidade dos sons

Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.