Substituição do cordão ohmico

Separadores primários


SUBSTITUIÇÃO DO CORDÃO ÓHMICO NOS RECEPTORES DE 110V


Uma das soluções interessantes usadas para alimentar um receptor “AC-DC” de 110Volts a 220Volts consistia na utilização de um “cordão óhmico” (também conhecido por “rabo quente”) que era ligado em substituição do normal cabo de rede.

Este cordão era feito de fio resistivo e de forma a ficar com a resistência exactamente necessária para provocar a queda de tensão de 220Volts para 110Volts.

A queda de tensão no cabo provocava o aquecimento deste, daí o nome popular de “rabo quente”.


Receptor do tipo AC-DC 110Volts chassis visto de cima


Tratava-se de uma solução económica ao transformador e tinha, por outro lado, a vantagem de, quando comparada com a utilização de resistências internas (balastros), não concentrar o aquecimento provocado pela dissipação de calor dentro do receptor.


Alternativas:


Vejamos algumas alternativas para substituir este componente muito frágil e já difícil de encontrar:

A primeira delas, mais simples e óbvia é, sem dúvida, comprar um transformador de 110 para 220Volts, e ligar o rádio à tomada através do mesmo. Essa solução dispensa qualquer intervenção interna, é segura e não causará dano algum às válvulas.

Dado o baixo consumo destes receptores, pode usar um auto-transformador, aproveitando a tomada de 110Volts do enrolamento primário de um qualquer modelo de 300 ou 500mA para a alimentação do receptor.

Outra maneira é a simples inserção de uma resistência apropriada, em série com os filamentos das válvulas.

Porém aqui há alguns cuidados a serem levados em conta:

  1. Verifique a tensão de trabalho dos electrolíticos. Se forem de 160Volts, deverão ser substituídos por outros com tensão igual ou superior à 250Volts, mantendo-se porém os valores originais de capacitância.

  2. Se o rádio usa válvulas da série rimlock com filamentos de 100mA como por exemplo:

  • UY41 31,0 volts / 100mA (0,1A)

  • UL41 45,0 volts / 100mA (0,1A)

  • UBC41 14,0 volts / 100mA (0,1A)

  • UF41 12,6 volts / 100mA (0,1A)

  • UCH42 14,0 volts / 100mA (0,1A)


Teremos um total de 31,0 + 45,0 + 14,0 + 12,6 + 14,0 = 116,6Volts
Para que funcione em 220Volts, deveremos providenciar uma queda de tensão de:
220 - 116,6 = 103,4 volts
Usando a lei de Ohm R=V/I achamos o valor da resistência: 103,4(volts) divididos por 0,1A(corrente) = 1034 ohms
Para calcular a potência da resistência, usamos a formula P=V*I onde P é a potência em watts.

Logo, 103,4(volts) multiplicados por 0,1A(corrente) = 10,34 watts
Na prática pode-se usar uma resistência padrão de 1000 ohms por 15 watts fácilmente encontrada nas lojas.

Analogamente, se o rádio usa válvulas do tipo octal ou miniatura com filamentos de 150mA como por exemplo:

  • 35W4 - 35Z5 32,0 volts / 150mA (0,15A)

  • 50C5 - 50L6 50,0 volts / 150mA (0,15A)

  • 12AV6 - 12SQ7 12,6 volts / 150mA (0,15A)

  • 12BA6 - 12SK7 12,6 volts / 150mA (0,15A)

  • 12BE6 - 12SA7 12,6 volts / 150mA (0,15A)

Teremos um total de 119,8 volts (soma das tensões de filamento)
Para que funcione em 220Volts, deveremos providenciar uma queda de tensão de:
220volts - 119,8 volts = 100,2 volts

Usando o mesmo raciocínio acima, obteremos os seguintes valores:
Resistência de 668 Ohms com potência de 15,03 watts
Uma resistência de 680/15 watts fará o trabalho satisfatoriamente.

Nos exemplos acima foi omitida a lâmpada piloto que, em alguns casos, faz parte da série de válvulas. No entanto basta adaptar os valores, usando o mesmo raciocínio, adicionando o piloto à soma dos filamentos.

Uma alternativa a estes dois métodos consiste em ligar em série com a alimentação do receptor um condensador de poliéster ou electrolítico não polarizado, cujo valor deverá ser calculado em função da frequência de rede e da reactância pretendida.

Esta reactância acaba por se tornar numa espécie de resistência, provocando a queda de tensão pretendida.

O principal inconveniente é que, em caso de avaria do condensador, que em geral se traduz pela entrada em curto-circuito deste, os filamentos de uma ou mais válvulas se fundirá.


Este artigo teve como base um texto especialmente escrito por Meyer Rochwerger para esta secção.



Faça um donativo!

Faça um donativo!

Agora é mais fácil com Paypal!

Com o paypal.me pode contribuir para o site em qualquer moeda e em qualquer valor com a segurança desta plataforma.

Clique aqui para ajudar com o que quiser, com o que poder.