Coleccionadores

4. Sparton, réplica de um botão de madeira gravado a evolução

Sparton, réplica de um botão de madeira gravado
Restaurado por Mário Coelho

Este método também resulta para reproduzir botões de baquelite que tenham gravações não circulares em relevo. A diferença está apenas no pó utilizado Este pó deve ser obtido limando com uma lima muito fina um pedaço de baquelite do tipo do botão a reproduzir.

Imagem: 
Sparton, réplica de um botão de madeira gravado a evolução

3. Sparton, réplica de um botão de madeira gravado finalmente

Sparton, réplica de um botão de madeira gravado
Restaurado por Mário Coelho

Depois de seca a fatia, esta foi colada ao corpo do botão, com a mesma cola já utilizada antes.
A cor final não ficou exactamente igual à cor do botão original pelo que se teve de o escurecer com "Vieux-Chaine" e acertar a cor em todos os botões (pode ser usado outro produto escurecedor para madeira).

Imagem: 
Sparton, réplica de um botão de madeira gravado finalmente

3. Schaub Koralle II type 53 depois

Schaub Koralle II type 53
Restaurado por Júlio Branco, Portugal

A outra etapa foi reparar a parte eletrónica, tendo sido a parte menos morosa.

É esta uma das histórias do coleccionador de rádios a válvulas Júlio Branco. Pode saber mais sobre a sua colecção no Agregador de coleccionadores e saber também se Seria o rádio que me marcou o futuro?

Imagem: 
Schaub Koralle II type 53 depois

2. Schaub Koralle II type 53 outro

Schaub Koralle II type 53
Restaurado por Júlio Branco, Portugal

E assim foi, enfrentando mais um desafio, acabei por o recuperar, em várias etapas, a caixa de madeira, que tive de obter madeira da mesma origem para lhe fazer a parte do tampo que não tinha, reconstruir o folheado que estava todo solto e alguns lados com falta dele, etc., etc.

Imagem: 
Schaub Koralle II type 53 outro

1. Schaub Koralle II type 53 antes

Schaub Koralle II type 53
Restaurado por Júlio Branco, Portugal

Este rádio foi-me oferecido por um antiquário, para quem eu de vez em quando reparo rádios que lhe vão aparecendo para depois os vender. O objetivo da oferta seria para eu o desmontar e aproveitar alguns componentes que estivessem bons para futuras reparações. E como já em outros restauros o disse, o colecionador que se prese, minha opinião, antes de desmantelar um rádio, pensa cento e uma vezes se vale a pena recuperar ou não, começando por fazer projetos na possibilidade de o recuperar.

Imagem: 
Schaub Koralle II type 53 antes

5. AGA Baltic 332, 1943 outro detalhe

AGA Baltic 332, 1943
Restaurado por Júlio Branco, Portugal

Quanto à parte electrónica, só tinha uma válvula, (UBF11), todas as outras tive de as adquirir através da Net, num site alemão. Também tinha o transformador de saída, queimado, mandei-o bobinar, substitui alguns componentes, tais como, condensadores electrolíticos, condensadores de papel, ainda do meu velho stock quando era jovem e algumas resistências, e lá está a trabalhar como se fosse novo e todo vaidoso. O altifalante tinha a bobine colada ao núcleo magnético devido à ferrugem, teve de levar um cone novo.

Imagem: 
AGA Baltic 332, 1943 outro detalhe

Páginas